Escriba de Broalhos cronicando cenas no belogue sobre cultura audiovisual e artística

Escultura Romântica

Na medida em que as suas técnicas não permitem explorar a espontaniedade do artista como outras artes fazem, a Escultura não ganhou grande destaque entre os Românticos.

As composições são movimentadas e dramáticas, exaltando a expressividade emocional das representações, que deixam de ser estáticas e polidas como no Neoclassicismo. Os temas passam pela inspiração natural/animal, pela Alegoria, pela fantasia literária ou histórica e pelo retrato. Muitas vezes a Escultura Romântica jogou com contrastes de preenchimento e vazio, combinações de texturas e pormenores aparentemente inacabados.

PREAULT – conhecido pelas suas posições pacifista e socialista (“Massacre”)

RUDE – notáveis altos-relevos e estatuária de vulto redondo (“A Marselhesa”, alto-relevo)

BARYE – preferiu temas animalistas (“Jaguar devorando Lebre”)

CARPEUX – marcado pelo erotismo, naturalismo, dinamismo e tensão, através da sinuosidade do escorço (torção) nos seus corpos, e o carácter exacernado do sentimento do assunto (“Ugolino” ou “A Dança” na Casa de Ópera Parisiense)

Entre os escultores portugueses, constam Victor Bastos ( exaltou heróis como Camões com forte expressão emocional) e Camels (estátua equestre de Pedro IV); Ambos colaboraram na decoração escultórica do Arco da Rua Augusta.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s