Escriba de Broalhos cronicando cenas no belogue sobre cultura audiovisual e artística

História da Fotografia II

Joseph Herschel, em 1819, fixava fotografias, mas retirou-se da competição pública pelo reconhecimento da invenção em favor de Talbot. Introduziu termos como “Fotografia”, “Positivo” e “Negativo”.

Até aqui, a imagem era fixada numa chapa metálica ou vítrea, e era irreproduzível.

Hypollyte Bayard introduz o papel como suporte, metaforicamente ligando a Fotografia ao desenho, às artes. Em 1839, expõe 30 imagens em papel com sais de prata e banho de iodeto de potássio. Como o seu interesse na Fotografia era predominantemente artístico, resolve expôr na Academia de Belas-Artes e não na de Ciências.

A imagem em papel é um grande passo na história da Fotografia por este suporte garantir mais tons intermédios (entre o mais escuro e o mais claro) e pela sua produção ser mais económica.

William Fox Talbot, em 1835, expoe na Royal Institution Fotogramas (exposições de luz sobre suportes fotossensíveis, criando negativos com as sombras projectadas sobre o suporte). Este reclama para si a invenção da Fotografia, e em 1841 inventa o que será o processo mais usado nos 30 anos seguintes, o Calótipo.

 

O Processo do Calótipo

Criado em 1841, por Fox Talbot, este processo invovava com a produção de um negativo replicável. Consistia na sensibilização de papel com nitrato de prata e iodeto de potássio que era, imediatamente antes da exposição, banhado com solução de ácido gálico e nitrato de prata; após a exposição, a revelação era feita com essa mesma solução e a fixação com hipossulfito. O papel, num banho de cera derretida, ganhava transparência, e os positivos eram obtidos pressionando o negativo em papel salgado sensibilizado com nitrato de prata.

“Lápis da Natureza” é o nome da publicação em 6 partes em que Talbot relata a sua vida e a descoberta do Calótipo, acompanhando as edições com reproduções de fotografias de objectos e naturezas-mortas.

Fox Talbot, em meses, reduziu o tempo de exposição necessário de 30 minutos para cerca de 1 minuto.

A Fotografia é divulgada pelo Estado Francês, e vários estúdios nascem um pouco por todo o mundo. À Fotografia, começa a ser associado o Retrato.

Étienne Carjat foi caricaturista e retratista.

David Hill retrata os 474 membros da nova Igreja da Escócia, usando o processo do Calótipo de Talbot, que não registara nesse país a patente. Em conjunto com Robert Adamson, faz um extenso trabalho de fotografia paisagística, e perto de 1500 retratos de habitantes de Edinburgo. Usam exposições entre 1 e 3 minutos, sem usar os cenários artificias daguerrianos, criando uma atitude mais natural.

Julia Margaret Cameron era essencialmente uma artista, pecando pelos aspectos técnicos mas primando na estética inovadora, conceptual. No seu trabalho, é característico o efeito “flou”, de “arrasto”, devido a deficiências da sua técnica. Ela foi muito inspirada pela pintura rafaelista, e fez retratos de família, vizinhos e múltiplas celebridades.

Félix Nadar introduz o retrato psicológico e a fotografia aérea, feita de um aeróstato (balão de ar quente).

Lerebours, dono de um importante estúdio retratista de Paris, edita, em 1840 e 44, em dois álbuns, as “Excursões Daguerreanas”, publicações com 120 “pontos de vista” de todos os continentes, captados por várias equipas de fotógrafos.

Niepce de Saint-Victor (familiar de Nicéphore Niepce), em 1847, manda 2 memorandos à Academia de Ciências de Paris com um novo processo, em que os negativos são fixados em vidro.

A imagem é fixada no vidro transparente, e o positivo é obtido sobre papel sensibilizado com albumina (encontrada na clara de ovos) – o chamado papel albuminado. Este processo operava com negativos de conservação ilimitada.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s