Escriba de Broalhos cronicando cenas no belogue sobre cultura audiovisual e artística

Géneros de Cinema – Musical

Este género cinematográfico foi estabelecido com o desenvolvimento do cinema sonoro. Como quando o cinema surge se viu, pensou e reproduziu a realidade de uma nova forma, também com a chegada do som se modificou o processo de escrita, realização, produção, actuação e exibição. Nenhum aperfeiçoamento técnico fora tão marcante no Cinema.

Em 1927 exibe-se o primeiro filme falado, e passou-se a evidenciar o papel da música como catalisador de emoções e desejos das personagens. Alguns filmes passam a usar a música como Diegése, Narrativa. A instrumentação e o canto que triunfavam na rádio são transpostos para espectáculos audiovisuais.

Este género foi impulsionado na Grande Depressão, no pós-Guerra e na Guerra Fria, oferecendo um antídoto desses tempos duros. É um género optimista, cómico, dançado e cantado, de forma em que o argumento convencional é sacrificado em prol dum encadeamento mais ou menos coerente dos cantos e danças. Com o tempo, o filme musical desenvolveu uma intriga mais rigorosa, um cenário histórico mais aprofundado, quase aproximando-se de um filme social, ou um documentário. Por fim, o musical torna-se num meio de vulgarização de ideias novas, até finalmente virar puro entretenimento.

O Cinema passou por transpor espectáculos vaudeville, music hall e broaway, aprendendo o valor do som, a ser usado em contra-ponto com a imagem, dotando-a de mais significado – a música passa a completar a narrativa. O musical tipicamente americano intercala números de canto e dança com momentos de acção. A encenação varia entre o movimento realista e a combinação rítmica da dança estimulada pela música. A banda sonora mescla música e sons diegéticos e diálogos, revelando simultaneamente a realidade da história e a fantasia do personagem. E para garantir a credibilidade da história, os números musicais surgem como inevitáveis para os personagens.

A linguagem cinematográfica está focada em dar o dinamismo requerido pelo género, e para dar ao espectador a ilusão de também fazer parte da coreografia, envolvendo catarticamente.

No musical americano, os problemas acabam resolvidos numa grande festa, sugerindo ao público alegria e esperança em tempos difíceis.

2 responses

  1. MatosJr

    Olá, tem interesse em participar de uma rede de conteúdo? se tiver me adiciona no msn ocasional81@yahoo.com.br ou me manda um email. Abraços Samuel

    15 de Abril de 2010 às 03:25

    • Caro MatosJr, que quer dizer com “rede de conteúdo”? (Sou algo inexperiente nos meios multimédia, mas estou claramente entusiasmado com conhecer aficionados do audiovisual e multimédia como eu) Abraços, Sataridis

      15 de Abril de 2010 às 19:48

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s