Escriba de Broalhos cronicando cenas no belogue sobre cultura audiovisual e artística

Diário VI

(Todos os “posts” que esta categoria contém representam citações directas da obra de Miguel Torga, da qual não tenho quaisquer direitos)

Coimbra, 15 de Fevereiro de 1951

RASTO

Semeador de versos? Quem me dera!

Não haveria homem mais feliz.

Ter o espírito em flor na primavera,

E o corpo, no inverno, com raiz.

Não.

Retalho apenas a desilusão…

À teimosa procura

Dum singular e único sinal

Que todo me defina e me resuma,

Vou desfolhando a rosa da expressão

E deixando no chão

Caídas as palavras, uma a uma.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s