Escriba de Broalhos cronicando cenas no belogue sobre cultura audiovisual e artística

Sofistas e Socráticos

A Filosofia nasce na Jónia, região helenística na Ásia Menor. Na Grécia Antiga, existiram duas grandes vertentes filosóficas: Sofistas e Socráticos. Com os Sofistas e Sócrates, a Filosofia desceu do céu (questões cosmológicas – O que é que existe?) à terra (questões antropológicas – Quem sou eu?).

No contexto democrático da Grécia Antiga, o Logos, discurso e razão, ganha uma dimensão imensa. Só faz sentido falar de Retórica numa sociedade de homens livres, e a Democracia é, o regime político da sociedade livre, aberta. Numa sociedade igualitária, a retórica e a política ligam-se no Logos, que decorre de correcta argumentação. Assim, a persuasão (Peitho) torna-se uma força decisiva quando se debatem teses para conseguir a aceitação do auditório.

Subdivide-se o discurso retórico em argumentações judicial, deliberativa e epidíctica, ligados respectivamente ao Logos, Ethos e Pathos.

Sofistas seriam um grupo heterogéneo de pensadores e professores de, entre outras matérias, dialéctica e retórica. Ao contrário de professores, sofistas não ensinam homens conhecimentos mas ferramentas de reflexão, argumentação, persuasão, governação.

Os Sofistas foram os filósofos que precederam a escola socrática e platónica (Sócrates e Platão). O seu pensamento rodava em torno da tese e da antítese, da confrontação de ideias e seus argumentos de base. Os Sofistas vergam a racionalidade com técnicas retóricas de persuasão (e ao armarem as pessoas de ferramentas para apenas defenderem as suas convicções sem preocupação pelo verdadeiro ou falso, dão aso ao engano e à opinião subjectiva, e é por isso que a sua arte de “bem falar”, retórica, ganha uma conotação negativa por parte dos filósofos seguintes).

Protágoras, sofista, terá dito algo como: “o Homem é a medida de todas as coisas, tanto as que são, pela sua existência, como as que não são, pela sua não-existência“. Isto a propósito de correntes sofistas, como o Relativismo, que abrem lugar para o septicismo, a ilusão, e se ligam a auditórios específicos.

Na cultura grega, a Paideia, a Cultura, dividia-se precisamente entre os grandes épicos elitistas aristocráticos de linhagem, fama, orgulho e sabedoria Homéricos e a formação retórica integral do homem livre Sofísticos, ligados à excelência do uso da palavra.

Sócrates e Platão entendem duas dimensões: o Mundo Sensível, da Doxa, opinião; e o Mundo Inteligível, da Episteme, ciência.

Como a Linguagem é a ponte entre o Pensamento e a Realidade, os Sofistas pensaram: a linguagem é a realidade; a linguagem produz novas realidades; para os sofistas, a linguagem não é um veículo inócuo, mas a criação da realidade. Para Sócrates e Platão, a linguagem é realidade inseparável do pensamento de que provém – Logos Universal; a linguagem e o Logos são indivisíveis (Pharmacon, Posologia, ou uso correcto da linguagem).

O método sofista de aferição da verdade e da validade é uma justa de razões, Antilogia, e é isto que fará outros filósofos posteriores chamarem à retórica sofista banal, oca, infundada, vazia de pertinência ou razão. A noção filosófica, de Sócrates e Platão, é a da arte do verosímil, de uma conjugação do Ethos, do Pathos e do Logos numa dinâmica dialéctica, num discurso habilidoso.

Antropologicamente, o Homem triparte-se em três consciências, a Tríplice Problemática:

Indivíduo – almeja satisfação de necessidades/ânsias pessoais;

Cidadão – almeja justiça em sociedade, valor supremo de bem comum harmonioso – Dikê;

Sujeito de Conhecimento – almeja sabedoria, verdade e bem.

Os Sofistas põem o Cidadão e o Sujeito ao serviço do Indivíduo, enquanto os Filósofos faziam o Indivíduo e o Cidadão serem conduzidos pelo Sujeito, a chamada “sageza”.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s